Professor Gil Miguel de Sousa Câmara foi homenageado

Pelo trabalho e dedicação, que contribuíram para o engrandecimento da instituição, a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), homenageou o professor Gil Miguel de Sousa Câmara que recebeu, no último dia 5 de junho, um Termo de Reconhecimento das mãos do diretor da Escola, professor Luiz Gustavo Nussio.

Formado engenheiro agrônomo na ESALQ na turma de 1978, Gil lembra que a Escola possui uma grade curricular eclética e diversificada, que abrange as três áreas do conhecimento e isso possibilita ao estudante de graduação um processo de abertura intelectual. “Isso permite encontrarmos uma serie de possibilidades de atuação no mercado de trabalho e foi assim que me identifiquei com a área de produção vegetal, ligada às grandes culturas e à irrigação. Na minha graduação, trabalhei com irrigação por gotejo na cultura do café e fui orientado pelo professor José Dias Costa”.

Depois de formado, atuou na Cooperativa Agrícola de Cotia e voltou para lecionar em 1981 na ESALQ, como auxiliar de ensino. “Não fazia ideia do que era uma carreira docente, mas as atividades de ensino e pesquisa logo me conquistaram. E com o passar dos anos, conheci a extensão, uma via fantástica que a Escola deve sempre investir, pois assim conseguimos atender o produtor rural”.

Gil iniciou lecionando sobre a cultura da mandioca, época na qual fez o mestrado em Fitotecnia. Cursou o doutorado também em Fitotecnia na Universidade Federal de Viçosa, quando teve contato direto com a cultura da soja. “No meu retorno assumi a disciplina de cana-de-açúcar e da cultura da soja. E acabei investindo no aprimoramento de disciplinas e conteúdos que abordam a questão do agronegócio da soja. A minha geração teve uma única aula de soja na graduação e hoje, na disciplina Plantas Oleaginosas, 80% da grade é dedicada a essa cultura. São doze aulas de soja e eu ainda acho pouco” (risos).

Após a aposentadoria, pretende desenvolver novas ideias e colocar em prática novos planos. “Mas sempre que necessário vou continuar contribuindo com a ESALQ, a quem agradeço pela formação e pela educação”.

Texto: Caio Albuquerque (05/06/2017)

Luiz Gustavo Nussio, Gil Miguel de Sousa Câmara e Durval Dourado Neto (crédito: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP