Seminário internacional discute o panorama das perdas na cadeia logística

Editoria: 

 

É de interesse comum de diversos agentes da agroindústria a busca pela redução das perdas logísticas que ocorrem nos diversos procedimentos realizados em sua cadeia produtiva. Problemas de transporte e armazenagem são alguns dos fatores que levam profissionais a procurem soluções que diminuam as perdas e, claro, aumentem os resultados positivos. Porém, dados como um déficit econômico de mais de 2 bilhões de reais no ano de 2015, causados por gastos desnecessários no mercado de grãos, trazem preocupações ao setor.

Estudos realizados no setor logístico indicam os valores das perdas na produção de grãos em diversos estados, como o Goiás (0,933%) e o Rio Grande do Sul (1,736%), no caso da soja, e o Mato Grosso (1,766%), no caso do milho. As pesquisas revelam também a atividade logística que mais apresenta déficit econômico: a armazenagem, responsável por 67,2% na perda da produção.

Com o objetivo de discutir os impactos de tais prejuízos e apresentar experiências de gestão para a melhora nos processos logísticos, o Grupo ESALQ-LOG promove no dia 26 de março o 15º SILA - Seminário Internacional em Logística Agroindustrial. Voltado para profissionais do setor logístico de produtos agrícolas, pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação, o evento conta com palestras de especialistas nacionais e internacionais, que abordarão o panorama atual e estratégias para redução perdas em produtos perecíveis e não perecíveis.

Entre os palestrantes, estarão presentes profissionais e docentes com ampla experiência na área, além de representantes de diversas instituições, como a engenheira do Ceagesp, Anita Gutierrez e o professor da Unicamp, Walter Belik. O evento conta ainda com a presença de representantes da Nestlé, da rede Oba de hortifrúti e da GBM Logística, entre outros. O coordenador do Grupo ESALQ-LOG, Thiago Guilherme Péra, também será um dos palestrantes, e apresentará o tema das perdas na logística de granéis sólidos agrícolas no Brasil.

Segundo o professor da Unicamp, Walter Belik, “quando falamos em logística, se percebe que esse é o principal fator que leva às perdas e o desperdício de alimentos no Brasil. Precisamos ter um plano consistente e compatível com as tecnologias que estão sendo colocadas em nível internacional para essa redução. Nesse sentido, o seminário é da maior importância, porque nós vamos poder levantar essas questões e talvez tirar algumas propostas concretas para aplicação no curto e médio prazo”, ressalta o professor.

Divididos em quatro painéis, os temas abordados no 15º SILA serão apresentados por profissionais do setor, que discutirão perdas na cadeia logística dos produtos em diferentes situações, como varejo, atacado, armazenagem e atividades portuárias e ferroviárias. Serão apresentadas ainda opções de métricas para a mensuração das perdas e tecnologias para mitigação.

O evento é gratuito, mas os participantes podem contribuir com a doação de mantimentos para uma entidade de Piracicaba. A programação completa do SILA será divulgada em breve, mas as inscrições já podem ser feitas pelo site http://esalqlog.esalq.usp.br/

Amanda Wendland, Assessora de Imprensa da ESALQ-LOG (07/03/2018)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP