Professor José Roberto Postali Parra recebe Prêmio Trajetória pela Inovação

Na manhã de 23 de agosto, ocorreu no auditório do Instituto de Energia e Ambiente da USP a entrega do Prêmio Trajetória pela Inovação. Ação da Pró-Reitoria de Pesquisa e a Agência USP de Inovação (AUSPIN), a iniciativa foi criada para reconhecer e valorizar as ações dos professores da Universidade que se destacaram, ao longo de suas atividades acadêmicas, na produção de inovações científicas, tecnológicas ou culturais, contribuindo assim para a excelência do resultado institucional e para o desenvolvimento socioeconômico do País. “A cultura da inovação vem sendo modificada de modo que a universidade está mais aberta para compreender as demandas da sociedade e transferir seu conhecimento a ela. Esse prêmio reconhece trajetórias fantásticas e motiva as pessoas a buscarem essa interação com a sociedade e perceberem que transferir esse conhecimento é algo reconhecido na USP”, comentou Antonio Carlos Marques, coordenador da AUSPIN.

Entre os laureados, esteve o professor José Roberto Postali Parra, do departamento de Entomologia e Acarologia, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP). O homenageado da Esalq revelou ter ficado surpreso estar incluído em uma lista tão restrita. “É uma surpresa estar entre os cinco, dentro de um grupo de quase seis mil professores da USP, de maneira que fico muito honrado e agradecido àqueles que me acompanharam ao longo desse período auxiliando para que pudéssemos de fato dar uma contribuição ao País e à Universidade de São Paulo”.

Sobre o significado da premiação, Parra lembra que a homenagem traz valorização à linha de pesquisa em que se destacou ao longo da sua trajetória. “É muito bom para nós da Esalq por que realmente trabalharmos junto ao agricultor e procuramos sempre trazer informações e aplicações das nossas pesquisas. Hoje podemos afirmar que estamos vivendo um momento mágico para o controle biológico, área a qual me envolvi durante minha carreira e o agricultor brasileiro passa a ver no controle biológico uma alternativa mediante às aplicações de agroquímicos muitas vezes feita sem planejamento. Portanto é um reconhecimento do nosso trabalho e uma oportunidade de transferirmos ainda mais àquilo que desenvolvemos em pesquisa ao longo desses anos”.

Para o Pró-reitor de Pesquisa, Sylvio Roberto Accioly Canuto, a iniciativa prestigia e reconhece profissionais que são modelos para os mais jovens. “As carreiras dos homenageados são brilhantes e a proposta é reconhecer a excelência presente na Universidade de São Paulo relacionada à inovação. No caso dos cinco premiados, podemos verificar as contribuições marcantes para o desenvolvimento científico, de inovações que têm impacto social e econômico. Essa cerimônia é um marco de uma iniciativa que ocorrerá em formato bienal”.

O diretor da Esalq, professor Luiz Gustavo Nussio, entregou a premiação ao professor Para e destacou que a homenagem tem um mérito pessoal e institucional. “O professor Parra, assim como os outros premiados, servem de modelo de trajetória para as gerações que os estão seguindo e o equilíbrio da carreira do professor Parra nos chama atenção, pois sempre contribuiu de forma notável no ensino, na pesquisa e na extensão. Além disso, existe neste ato a indicação de uma área de conhecimento de maneira que a Esalq se sente muito orgulhosa de tê-lo como indicado dentro de uma trajetória de inovação. Isso nos remete aos princípios fundamentais da Esalq, que sempre foi uma unidade inovadora e com compromisso social fazendo com que a inovação de fato mude a vida das pessoas”.  

Em sua fala, Vahan Agopyan, reitor da USP, lembrou que a inovação é o coroamento dos resultados de pesquisa colocados à disposição da sociedade. “Inovação na USP não é uma palavra da moda e sim uma proposta de trabalho. Na USP queremos que as nossas atividades sejam usufruídas pela sociedade e os laureados de hoje desenvolvem pesquisa de auto nível, são reconhecidos nacional e internacionalmente e, principalmente, têm logrado êxito em democratizar o conhecimento com a sociedade”.

José Roberto Postali Parra foi diretor da Esalq na gestão 2003-2007 e recebeu o Prêmio Trajetória pela Inovação ao lado de Glaucius Oliva, professor Titular do Instituto de Física de São Carlos (IFSC), Ismar de Oliveira Soares, professor titular sênior da Escola de Comunicações e Artes (ECA), Kazuo Nishimoto, professor titular da Escola Politécnica (Poli) e Marcelo Britto Passos Amato, Professor da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e pneumologista do Hospital das Clínicas. Também foi outorgado, por indicação do reitor, o Prêmio USP Trajetória pela Inovação in memoriam para o professor Horácio Carlos Panepucci, que foi professor titular do Instituto de Física de São Carlos.

Texto: Caio Albuquerque (23/08/2018)

Luiz Gustavo Nussio e José Roberto Postali Parra (crédito: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP