Professor é eleito presidente da Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas

Em Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 16 de agosto de 2017, a Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas (SBMP), em Foz do Iguaçu-PR, elegeu como presidente o professor José Baldin Pinheiro, do Departamento de Genética da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ).

A SBMP, antiga aspiração da comunidade científica nacional, foi criada em março de 1999. “Seu objetivo é organizar os melhoristas brasileiros de plantas, de instituições públicas e privadas, em uma sociedade que preserve os interesses da classe e estimule as pesquisas na área de melhoramento genético vegetal”, comenta Baldin. Esta Sociedade surgiu com grande capacidade agregadora e já organizou diversos congressos e sua revista científica (Crop Breeding and Applied Biotechnology – CBAB) que está classificada como nível A2 pelo Qualis da CAPES na área de Ciências Agrárias e com fator de impacto JCR atual de 0,701 e dos últimos cinco anos de 0,852. “Aos 113 sócios fundadores somaram-se centenas de novos sócios”, comenta o presidente.

A nona edição de seu congresso bienal (9º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas) foi realizada na cidade de Foz do Iguaçu, Paraná, entre 14 e 17 de agosto de. Este evento contou com mais de mil participantes de diferentes estados e instituições de pesquisa e ensino do país, bem como empresas privadas do setor. Neste congresso a SBMP elegeu sua nova diretoria para o biênio 2017/2019, sendo esta composta por  Sérgio Augusto Morais Carbonell (Diretor do Instituto Agronômico) como vice-presidente, Sandra Helena Uneda Trevisoli e Rinaldo Cesar de Paula (Unesp/Jaboticabal), respectivamente como 1º e 2º Secretário Alisson Fernando Chiorato e Mara Fernandes Moura (IAC), respectivamente como 1º e 2º  tesoureiro.

“A SBMP exerce papel destacado no setor de Melhoramento de Plantas e de acordo com a proposta da diretoria eleita a sociedade deve intensificar sua atuação na agenda política nacional em temas que ultrapassam o escopo da ciência e tecnologia, da educação, do meio ambiente e principalmente da agricultura”. De acordo com o professor Baldin, esta atuação é fundamental para o fortalecimento crescente da representatividade da SBMP que é exercida em vários fóruns de decisões políticas de âmbito nacional, com destaque para o Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN) e Associação Brasileira de Obtentores Vegetais (BRASPOV) entre outros.

“Representar esta sociedade científica, em nossa especialidade de atuação, é uma grande honra e reconhecimento profissional. Assume-se aqui uma grande responsabilidade e o grupo eleito buscará desenvolver suas atividades com probidade e apreço para honrar todo apoio manifestado pela votação unanime dos sócios em sua assembleia geral ordinária”, finaliza.

Texto: Caio Albuquerque (28/08/2017)

 

Assembleia Geral Ordinária que elegeu o professor Baldin ocorreu em 16 de agosto de 2017 (divulgação)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP