Grupo CRECIN desenvolveu jogo sobre a história da Esalq

Na manhã dessa quarta-feira, dia 1 de novembro, o Grupo de Extensão Centro de Referência em Ensino de Ciências da Natureza (CRECIN) reuniu-se com o diretor Luiz Gustavo Nussio, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq), para apresentar o jogo “Nos Tempos de Queiroz”.

A diretoria sugeriu ao grupo produzir um jogo que pudesse retratar a trajetória da Esalq, linkando também no projeto temático anual “Ciência Para a Paz”. A professora Rosebelly Nunes Marques, coordenadora do Grupo CRECIN, comentou sobre o jogo. “O jogo “Nos Tempos de Queiroz” retrata a vida e coisas que envolveram o Luiz de Queiroz e diversos aspectos da Universidade”, disse.

Rosebelly destacou que o objetivo do jogo é difundir uma cultura entre os universitários. “Muitos não sabem nem quem é Luiz de Queiroz, não conheceu a história. Então, o jogo poderá aproximar a comunidade do espaço do jogar, se distrair, conversar e socializar. O jogo é uma maneira interessante de se trazer um conteúdo de forma divertida”, explicou.

O aluno de Engenharia Agronômica, Octávio Mazzaro, participou do desenvolvimento do jogo com demais alunos. Para ele, o jogo contribuirá para o divertimento e para adquirir conhecimento. “Isso é muito importante, porque criamos um recurso didático diferenciado, que pode ser um diferencial na sala de aula. O professor pode ensinar utilizando o jogo como complemento para o ensino”, disse Mazzaro.

O Jogo

É um jogo de tabuleiro, com um percurso no formato de um relógio, e o objetivo é conseguir moedas, as Esalqcoins, para comprar as cartas dos Departamentos e dos diretores. Cada jogador tem seu tabuleiro com as regras, onde ele joga o dado e responde questões sobre a história da Esalq. Quem conseguir mais moedas e comprar três cartas dos diretores ou duas cartas dos Departamentos vence o jogo. “A ideia é circular para que todos ouçam as histórias e os contextos, podendo assim adquirir conhecimento sobre a Escola”, finalizou Rosebelly.

Texto: Caio Nogueira

Revisão: Alicia Nascimento Aguiar

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP