Estudante de Gestão Ambiental participou de evento na ONU

Editoria: 

De 22 a 26 de outubro, aconteceu em Genebra, Suíça, a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento. Inserido na programação, o World Investment Forum reuniu profissionais de 160 países, incluindo jovens pesquisadores, representações de governos, da sociedade civil e investidores para discutir temas referentes ao desenvolvimento sustentável.

Na ocasião, a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) esteve representada por Mariah Silva Leandro Campos, estudante do curso de Gestão Ambiental. A jovem teve a oportunidade de ir até a Europa a partir do Instituto Global Attitude, uma Oscip que promove o programa Diplomacia Civil que busca conectar jovens de 18 a 35 anos na Agenda Internacional. “O processo seletivo para foi feito a partir de uma carta de intenção na qual argumentei porque gostaria de participar do Fórum, além de propor um tema para um artigo de pesquisa ou opinião que foi entregue ao final do evento”. No caso, Mariah apresentou um artigo onde abordou o tema Juventude e Meio Ambiente: qual o papel do jovem cocriador do município sustentável.

“Meu interesse no evento veio por conta do foco deste ano, em desenvolvimento sustentável. Estou no último semestre de Gestão Ambiental e faço estágio no Laboratório de Ecologia, manejo e conservação de fauna Silvestre (LEMaC) e também no Instituto Paulista de Cidades Criativas e identidades Culturais - IPCCIC e em ambos estou pesquisando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS da Agenda 2030 da ONU”, complementa Mariah.

Segundo a esalquena, o evento proporcionou aprendizado sobre a realidade dos investimentos a partir de várias palestras com investidores e bancos do mundo inteiro e também entender o papel das autoridades governamentais e da sociedade civil dentro da proposta de desenvolvimento sustentável.

“Foi uma grande oportunidade que, junto outros nove delegados brasileiros, aproveitei cada minuto. Os palestrantes e participantes dos painéis estiveram disponíveis para networking após as atividades. Pretendo trazer tudo o que eu aprendi no fórum e aplicar em projetos com os ODS aqui no Brasil. Foi muito inspirador ver tantos países reunidos pensando em sustentabilidade”, finalizou.

Texto: Caio Albuquerque (30/10/2018)

Mariah Silva Leandro Campos (acervo pessoal)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP