Esalq e setor produtivo dialogam sobre o RenovaBio

O RenovaBio, política de Estado para a descarbonização do transporte no País, foi a pauta de um encontro realizado na tarde de sexta-feira, 19/01, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq).

Na ocasião, professores, pesquisadores, políticos e empresários ligados ao setor sucroenergético avaliaram o programa que pretende alinhar a produção com os compromissos que o Brasil assumiu mundialmente na Conferência do Clima.

Para Pedro Isamu Mizutani, presidente do Conselho Deliberativo da Raízen, traçou um panorama sobre a política econômica destinada às fontes de energia no País e posicionou para que chamou de momento adequado para o desenho de um novo plano estratégico. “O setor empresarial, os fornecedores de cana-de-açúcar e a academia precisam unir forças para que a cana no Brasil ganhe ainda mais produtividade”.

Segundo o diretor da Esalq, professor Luiz Gustavo Nussio, trata-se de uma causa de soberania nacional. “Essa é uma oportunidade para que nossos docentes possam empreender esforços em pesquisas que atendar uma demanda em parceria com o setor produtivo”.

Saiba mais sobre o RenovaBIO .

Texto: Caio Albuquerque (19/01/2018)

Encontro reuniu docentes, pesquisadores e representantes do mercado sucroenergético (crédito: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP