Alunas das Engenharias da Esalq são premiadas

Um grupo de seis alunas das Engenharias Agronômica e Florestal, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq), foi premiado no Programa de Integração dos Estudantes de Engenharia da USP. O desafio foi proposto pela Pró-Reitoria de Graduação e pela Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST), com o objetivo de integrar todos os alunos de Engenharia.

O grupo vencedor é composto pelas alunas de Engenharia Agronômica, Ana Carolina Leonardi, Laís D’Isep e Marigot Negri, e pelas alunas de Florestal, Amanda Rocha Fiallos, Jenifer Sadame Miyagawa e Vitoria Fernanda dos Santos. O trabalho delas “Fitotransformação” propôs, a partir de um vídeo de três minutos, solucionar o problema de uma imagem da Avenida Marginal Pinheiros, em São Paulo.

“O projeto trouxe soluções para a recuperação do solo, da água e do ar da Marginal, por meio da fitorremediação, trazendo benefícios tanto para saúde da natureza quanto para o homem, melhorando, principalmente, o visual e o odor do lugar”, disse Vitoria Santos, integrante do grupo vencedor.

Marigot, também integrante do grupo vencedor, falou sobre o desafio e destacou seu ponto principal. “Tivemos que resolver um case, no caso, era uma imagem da Avenida Marginal Pinheiros, onde nós deveríamos propor soluções para aquela problemática. Essa foi a primeira fase, onde todas nós nos reunimos para solucionar aquele problema. Então, a partir dessa participação, fomos selecionadas na Esalq. Nessa etapa final nós vamos a São Paulo e lá será diferente. Cada uma de nós vai participar de um grupo diferente, onde terá um integrante de cada escola de Engenharia da USP. Isso é muito bom porque proporciona a integração com outros campi, e é o grande objetivo do desafio”, disse.

A Professora Patricia Angélica Alves Marques, do Departamento de Engenharia de Biossistemas (LEB), falou sobre a importância do desafio para os estudantes. “A importância é que, atualmente, houve mudança no tipo de seleção dos alunos. As empresas selecionam vídeos, maquetes e outros métodos de apresentação do que propriamente uma entrevista pessoal. Esse edital promoveu e estimulou os alunos a terem criatividade. Sair daquele quadradinho e expor ideias a partir de outras mídias”, concluiu a docente.

A aluna Marigot ainda destacou a importância de ter participado dessa primeira etapa e da participação da segunda etapa, que acontecerá dia 11 de dezembro. “Foi muito importante, justamente porque eu acredito muito na gestão de todos os conhecimentos. Acredito que nós somos sempre muito complementares. Então, ter essa oportunidade de participar com o pessoal das Engenharias, já foi bem interessante, podendo ver como são as diferentes perspectivas sobre o mesmo assunto. Agora, ir para São Paulo e estar à frente de pessoas com diferentes habilidades e vindas de diferentes áreas da Engenharia, com certeza será muito enriquecedor”, finalizou.

Além da Esalq, os cinco Campi da USP que oferecem os cursos de Engenharia estão participando do Programa: Escola de Engenharia de Lorena (EEL), Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), Escola Politécnica (EP) e Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA).

Texto: Caio Nogueira

Revisão: Alicia Nascimento Aguiar

Ana Carolina Leonardi, Jenifer Sadame Miyagawa, Amanda Rocha Fiallos, Marigot Negri, Laís D’Isep e Vitoria Fernanda dos Santos (Foto: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP