AGROdestaque entrevista Aline Camila Caetano (F-2007)

Editoria: 

Atuação profissional
Depois de finalizar a graduação em Ciências dos Alimentos, realizei o mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Obtive o título de mestre, em agosto de 2010, com a dissertação "Fenil éster do ácido caféico melhora a resposta ao estresse oxidativo em modelo animal de obesidade induzida por dieta hiperlipídica". Após concluir o mestrado, trabalhei no laboratório de fisiologia animal recebendo uma bolsa de treinamento técnico da FAPESP, parte do projeto “Contribuição de Componentes do Tecido Conjuntivo Intramuscular na Determinação da Textura da Carne de Fêmeas Zebuínas Adultas”.
No primeiro semestre de 2011, trabalhei na Plantec Laboratórios sendo responsável por montar uma planta de processamento de citros, pela elaboração de documentos técnicos e pelo processamento da matéria-prima para posterior análise de resíduo de pesticida. No segundo semestre de 2011, recebi uma bolsa de treinamento técnico para trabalhar com análise e determinação de ácidos graxos por cromatografia gasosa no Laboratório de Nutrição Animal do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Já em 2012, comecei a trabalhar na Pesquisa e Desenvolvimento da JBS S/A, lugar em que estou atuando até hoje.

A que área ou setor se dedica atualmente? Descreva as atribuições pertinentes ao cargo que ocupa. Qual a importância delas para o mercado?
Atualmente, trabalho na JBS S/A, a maior empresa processadora de proteína animal, mais conhecida como Friboi. Trabalho no departamento de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) fazendo cadastro de produtos industrializados, documentação técnica, documentação técnica para cliente, assuntos regulatórios (elaboração de dizeres de rotulagem, registros no órgão pertinente, etc) e elaboração de processos de Licença de Importação (pescado, bovino, ovino, frango e vegetais).
A rotulagem dos produtos aparentemente é a atividade de maior importância para o mercado, no entanto, a formulação do produto deve estar correta na especificação e no ERP para que as análises sejam feitas e os resultados sejam obtidos, somente assim as informações de rotulagem podem ser realizadas corretamente. As documentações para cliente também são importantes, pois é por meio dela que o cliente conhecerá o produto (processo produtivo - fluxograma, lista de ingredientes, padrões físico-químicos, microbiológicos e sensoriais).

Quais os principais desafios desse setor?
O principal desafio desse setor é competir com as diversas áreas que podem atuar no mesmo ramo, o trabalho sob pressão com erro zero e a multidisciplinaridade (precisamos ter uma visão ampla do processo, com conhecimento, mesmo que básico, de cada etapa para que possamos nos adiantar aos problemas).

Que tipo de profissional esse mercado espera?
O mercado espera um profissional multidisciplinar, que consiga ter uma visão abrangente do negócio, proativo, capaz de resolver problemas e que esteja em constante desenvolvimento e aprendizado.

Entrevista concedida a Ana Carolina Brunelli, estagiária de Jornalismo
15/07/2016

Cientista dos Alimentos conta sobre sua atuação na área de Pesquisa e Desenvolvimento em uma das maiores empresas processadoras de proteína animal do País (Crédito: Divulgação)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP