A agricultura semeando a formação do caráter

Envolver a sociedade brasileira na preparação das futuras gerações. Com esse propósito a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq) está integrada ao Movimento Abraçar, inciativa de cunho educacional coordenado pela Associação Douglas Andriani (ADA).

Nesta segunda-feira, 19/02, ocorreu na instituição o evento “A Agricultura semeando o caráter”. Na ocasião, docentes, servidores técnico administrativos, estudantes e membros da comunidade acompanharam resultados práticos do Movimento Abraçar. “Essa iniciativa foca em ações concretas visando a solução do problema da educação infantil”, conta Carlos Sebastião Andriani, presidente da ADA.

O Movimento teve início no estado do Ceará com apoio do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), com base no projeto de educação infantil da ADA em Campinas-SP e que agora está sendo ampliado também para outras regiões. No Estado do Ceará já são mais de vinte mil crianças atendidas.

Cristiane Martinazzo atua como engenheira agrônoma no Sítio Barreiras, localizado em Missão Velha (CE) e esteve na Esalq para contar sobre o funcionamento do projeto nas creches rurais do município. “Acompanhamos o trabalho das escolas na região há duas décadas e no ano passado implantamos a metodologia da ADA em formação do caráter na educação infantil com valores humanos e foi muito bem recebido pelas crianças e professores”, conta.

Na prática, Cristiane lembra que a sociedade precisa enfrentar problemas como a violência já na primeira infância. “É possível obtermos resultados positivos se começamos a atuar já na primeira infância e lá o nosso município esse projeto envolve cerca de 100 profissionais e atende 800 crianças aproximadamente”.

O padre Juan Rajimon veio da Argentina para participar do encontro e revela o desejo de levar a metodologia da ADA para o seu país, mais precisamente para o colégio no qual é diretor. “Trabalhamos em colégio com mais de 1.700 alunos e estamos vinculados com empresas e associações. Nossa preocupação é melhorar a qualidade da aprendizagem dos nossos estudantes e formar o caráter dessas crianças desde seu nascimento até a formação da primeira infância, por volta dos 5 anos”.

Também tomou a palavra o promotor de justiça do MPCE, Hugo Mendonça, Durante sua explanação, Mendonça falou sobre neurociência e o papel da família na formação da habilidades e o desenvolvimento infantil ainda na primeira infância. “Dar atenção adequada à primeira infância é possibilitar benefícios para a coletividade. Por isso o MPCE apoia essa união com a sociedade e o poder público que dá a chance para que nossas crianças aproveitem as chamadas janelas de oportunidades e possam se desenvolver de forma plena, a partir de valores humanos”.

Na Esalq, as ações foram coordenadas pelo professor Marcos Milan, do Departamento de Engenharia de Biossistemas. “A Escola vê com extrema importância esse movimento e como uma das principais instituições de agronomia do país estamos apoiando a expansão dessa iniciativa”.

Texto: Caio Albuquerque (19/02/2018)

 

ESALQ Notícias 169/2018 - A Agricultura Semeando a Formação do Caráter

A pauta do encontro foi o Movimento Abraçar, inciativa de cunho educacional coordenado pela Associação Douglas Andriani (crédito: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP