25º Simpósio Internacional de Iniciação Científica

Editoria: 

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ) realizou, na manhã desta segunda-feira, dia 04 de setembro, a abertura do 25º Simpósio Internacional de Iniciação Científica (SIICUSP). Durante os dois dias do evento, que acontece na Central de Aulas, os 270 trabalhos inscritos serão apresentados na forma oral, por meio de pôsteres e alguns via web, para bolsistas que estão no exterior.

O principal objetivo do evento é divulgar os resultados dos projetos de pesquisas científicas e tecnológicas realizados por alunos de graduação da USP e de outras instituições nacionais e internacionais. O SIICUSP visa contribuir na troca de experiências e conhecimentos, fazendo com que os alunos tenham uma interação maior. “Outra finalidade é proporcionar esse primeiro encontro a esses alunos, que, para boa parte deles, é talvez a primeira oportunidade para interagirem num ambiente puramente científico e acadêmico”, disse Francisco de Assis Alves Mourão Filho, presidente da Comissão de Pesquisa da ESALQ.

Para Mourão, é importante que a ESALQ realize o SIICUSP. Podendo, dessa forma, motivar a troca de experiências entre os alunos. “Para a instituição, isto é muito significativo, pois, há um número muito expressivo de alunos e de trabalhos que estão sendo apresentados. É motivo de muito orgulho para a ESALQ abrigar um evento dessa natureza”.

Flavia Furlan Kato e Werbson Lima Barroso, estudantes de Engenharia Agronômica, destacaram o significado em participarem do Simpósio. “O SIICUSP valoriza o trabalho que está sendo feito, e é muito importante para alunos de graduação que estão aqui hoje”, disse Kato.

Eles apresentaram o trabalho “Efeitos da adição de Biocarvão de Miscanthus sobre a fertilidade do solo em áreas sob cultivo de cana-de-açúcar”, em formato de pôster. “Adquirimos experiência a partir do momento que estamos em contato com a pesquisa, sendo avaliados e abordando o assunto de maneira em que as pessoas compreendam a importância do trabalho, isso é muito gratificante para nós”, disse Barroso.

Para Maria Carolina Quecine Verdi, professora do Departamento de Genética e coordenadora do SIICUSP, o evento é a primeira oportunidade que o aluno tem de realmente se sentir um cientista e poder divulgar o que ele esta fazendo no laboratório. “É importante na vivência dele pensar na apresentação e se o que ele está fazendo é bom para a sociedade. Então, o Simpósio de Iniciação Científica é a primeira semente plantada nesses alunos que estão participando, para que, no futuro, possam colaborar mais com a população”, disse.

Texto: Caio Nogueira (04/09/2017)

Revisão: Caio Albuquerque

Apresentação de trabalho ocorre na Central de Aulas (crédito: Gerhard Waller)

Produzido pela Siesalq

Copyright © 2015 ESALQ/USP